Gestão Avançar na Luta

REDES SOCIAIS

23 de Novembro de 2017 | Quinta-feira

Fazendários retomam luta dias 06 e 07 de novembro, na DAT Norte


Compartilhe

Boletim 1609 - Salvador, 01 de novembro de 2017

Sem medo da intimidação, os fazendários retomam sua agenda de lutas nesta segunda (06) e terça (07) com uma paralisação de 48 horas em todas as unidades da DAT Norte. Diferente do movimento passado (09 e 10 de outubro), quando paralisamos postos fiscais em um dia e postos de atendimentos nos SACs e inspetorias no outro, desta vez a paralisação será de dois dias em todas as repartições e PFs.

O governo do Estado e o Gabinete da Sefaz continuam insensíveis aos pleitos da categoria e demonstram que não querem negociar e nem atender um ponto sequer de nossa pauta de reivindicações. Os servidores da Fazenda, que nos últimos dois trimestres bateram as metas máximas de arrecadação, não aceitam simplesmente o discurso do salário em dia. PAGAR SALÁRIO EM DIA é obrigação de qualquer empregador.

FALTA VONTADE

Um claro exemplo da falta de vontade política do governo é que desde dezembro passado apresentamos a proposta de mudança na GDF dos técnicos (que foi sugerida pelo próprio secretário Manoel Vitório) e de lá para cá foram diversos encontros com a Chefia de Gabinete da Sefaz e com a SAEB sem que nenhuma resposta tenha sido dada. Estranhamente, semana passada, apareceu um estudo da Secretaria da Administração insinuando um gasto de R$ 110 milhões com este pleito, um número absurdo e tirado de cartola, pois não condiz, nem de longe, com a realidade da nossa proposta. Foi uma clara e inaceitável tentativa de desgastar o Sindicato e os técnicos. Não sabemos se querendo enganar o governador Rui Costa e/ou à sociedade.

Posteriormente, a entidade propôs transformar as licenças-prêmio vencidas em abono, o que aliviaria a situação financeira de auditores e agentes de tributos. Não houve sequer resposta formal à proposta da entidade. O Sindsefaz também priorizou quatro itens de nossa pauta de 18 pontos, protocolada desde fevereiro de 2015, em sinal de boa vontade à negociação. Mas o governo e a Sefaz deram de ombros.

LUTA CONTINUA

Portanto, não resta dúvida que a luta é o caminho a ser trilhado. Os fazendários compreendem que os funcionários da Educação e da Segurança são merecedores dos ganhos que o governador vem concedendo, em detrimento das demais categorias. Mas os demais servidores públicos também merecem e têm direito.

A luta vai continuar.  Vamos com força e unidos para 48 horas de paralisação, dias 06 e 07 de novembro, na DAT Norte. Pedimos a todos os colegas que trabalham em Unidades Móveis de Fiscalização para se dirigirem aos postos fiscais, aos SACs e inspetorias, vestidos com a camisa azul, do movimento.

Nos postos fiscais não vamos parar os caminhões. Nos SACs, os colegas do grupo TAD e do Fisco não devem realizar agendamento, nem atender aos contribuintes. Quem trabalha em fiscalização de Estabelecimentos, na Malha Antecipa e na fiscalização de ITD deve suspender suas atividades. Quem estiver em trabalho interno não deve executar as tarefas e lembrar-se de vestir sua camisa e se colocar à frente das repartições junto aos demais colegas. 

Sindsefaz,
Avançar na Luta