Gestão Avançar na Luta

REDES SOCIAIS

23 de Julho de 2018 | Segunda-feira

Assembleia avalia movimento e aprova continuidade das ações pelas reivindicações


Compartilhe

Boletim 1658 - Salvador, 29 de janeiro de 2018

Aconteceu nesta segunda (29) a assembleia dos fazendários, primeira do ano entre todas os segmentos do funcionalismo estadual. A atividade, ocorrida nas dependências do Hotel Bahiamar, em Salvador, reuniu 180 colegas da capital e interior e aprovou, por unanimidade, um plano de ações políticas e de mobilização em torno das reivindicações emergenciais da categoria.

No início da assembleia a diretoria apresentou informes das iniciativas da entidade neste mês de janeiro e relatou uma conversa com a Sefaz, intermediada pelo deputado federal Daniel Almeida (PCdoB), para destravar o debate sobre a pauta. Destas tratativas o Gabinete acenou com a realização de concurso para Agente de Tributos. O Sindicato apresentara uma proposta sobre as necessidades em cada área da Fazenda para definição pelo governo até fins de fevereiro.

No que diz respeito aos demais pontos da pauta, a assembleia aprovou a continuidade das articulações e ações, visando sensibilizar o governo a avançar, também, em torno destas questões. A presidente da Fetrab, Marinalva Nunes, participou da atividade e elogiou o Sindsefaz e os fazendários pelo espírito de luta, que tem sido destaque entre todas as categorias do funcionalismo estadual.

Veja abaixo as definições da assembleia:

Plano de ação e luta

- Manter a negociação com a Sefaz sobre o concurso para ATEs;

- Realizar protesto na Mudança do Garcia junto com os demais segmentos do funcionalismo;

- Retomar o calendário de mobilização mensal do Grupo Técnico em torno da GDF;

- Colocar na rua, depois do Carnaval, a campanha publicitária sobre as nossas reivindicações;

- Propor à plenária da Fetrab a realização de um Dia Estadual de Luta e Paralisação de todos os servidores pelo reajuste linear, uma vez que segundo o Dieese nossas perdas chegam a 21%;

- Manter o estado de mobilização e realizar nova assembleia em março;

- Ampliar a participação dos fazendários baianos nas mobilizações contra a Reforma da Previdência;

- Promover estudo e apresentar à União dos Prefeitos da Bahia (UPB) e a prefeitos das principais cidades do Estado sobre as causas da queda, em termos nominais, na participação dos municípios no ICMS, assim como uma administração tributária moderna pode ampliar a arrecadação;

- Promover a Caravana da Transparência sobre finanças públicas no mês de março, em Salvador, durante a realização do Fórum Social Mundial. 


Sugestões de leitura

Artigos


Haroldo Lima: Rever a política de preços da Petrobras, antes que seja tarde



Leia mais

Entrevistas


Francisco Menezes - Extrema pobreza no Brasil voltou a patamares de 12 anos atrás



Leia mais